7 de janeiro de 2020 Educação Financeira

Orçamento familiar: saiba como elaborar o seu de forma eficiente

FONTE: -A +A
COMPARTILHAR:

Manter as despesas domésticas em equilíbrio é um grande desafio. Às vezes temos que fazer malabarismos para manter todas em ordem, não é mesmo? Muitas pessoas acabam se endividando simplesmente por não saber como controlar seus gastos. Por esse motivo, é fundamental elaborar e seguir um bom orçamento familiar.

Com planejamento, você verá como é possível economizar muito em pequenos gastos do dia a dia, utilizar melhor sua renda e, ainda, fazer sobrar uma boa quantia para realizar objetivos maiores, como a compra do tão sonhado apartamento próprio.

Confira as dicas que separamos que ajudarão você a realizar um orçamento familiar de forma simples, prática e eficiente.

Faça um diagnóstico

O primeiro passo é entender como de fato está a sua situação financeira. Para isso, monte uma planilha e anote os rendimentos de todos os membros da família. Em seguida, liste todos os gastos, inclusive os que pareçam pequenos e sem importância. Muitos acham essa parte entediante, mas ela é imprescindível para fazer um controle efetivo e saber exatamente o que fazer para melhorar a saúde financeira.

O ideal é separar em despesas fixas e variáveis. As fixas incluem gastos com aluguel, taxa de condomínio, contas de água, luz, internet, mensalidade da academia, escola ou faculdade e outras do tipo. Por sua vez, as variáveis podem ser com refeições fora, viagens e passeios, entre outras.

Corte gastos supérfluos

Assim que sua planilha estiver pronta, analise seus gastos, principalmente os variáveis. Isso porque, em geral, eles consomem uma parte bastante significativa do orçamento familiar. Aquele banho demorado, o cafezinho diário na padaria e o cinema todo final de semana são exemplos de despesas que parecem inofensivas em um primeiro momento.

Entretanto, são justamente essas pequenas coisas que se desenvolvem e, ao final do mês, se tornam um gasto grande. Então, identifique quais despesas podem ser cortadas e quais podem ser substituídas, como o pacote de TV por assinatura e o plano de celular. Ao final, você verá que é possível fazer uma grande economia.

Defina metas de curto, médio e longo prazo

Em grande parte das vezes, o que dificulta uma família de juntar dinheiro é a falta de um bom objetivo que beneficie a todos. Estabelecer metas dá um ânimo a mais para seguir o orçamento familiar. Por isso, defina objetivos de curto, médio e longo prazo. Para o curto, considere até um mês. Prefira coisas simples, como conseguir cortar determinado valor dos gastos.

Para o médio prazo, escolha objetivos para serem conquistados em até 1 ano, como terminar de pagar algo que foi parcelado ou fazer uma viagem em família, por exemplo. A longo prazo, é preciso ter algo maior em mente, como a troca de carro ou a compra de um apartamento.

Invista seu dinheiro

Uma maneira muito eficaz de potencializar o resultado do seu orçamento financeiro é investir. Estabeleça um percentual ou valor fixo mensal para poupar e invista. Não guarde o dinheiro poupado na conta-corrente, pois é bem possível que você acabe gastando.

O recomendado é investir em aplicações cujo resgate coincida com o prazo das suas metas. Assim, você evita de gastá-lo e, ainda, obtém lucratividade sobre o valor investido.

Agora você já está pronto para elaborar seu orçamento familiar e colocá-lo em prática. Lembre-se de que é essencial que toda a família colabore e se envolva, mudando alguns hábitos e contribuindo para a economia. Também, é preciso manter sua planilha sempre atualizada, com as rendas, lucros dos investimentos e gastos atuais. Com disciplina, certamente você e sua família conseguirão conquistar os objetivos que tanto desejam.

Quer uma ajuda para fazer seu orçamento doméstico? Então, confira 4 apps para ajudar a organizar as finanças!

COMENTÁRIOS:

E ai, o que achou?
Deixe o seu comentário!