29 de abril de 2020 Educação Financeira

Entenda como declarar um imóvel financiado no Imposto de Renda

FONTE: -A +A
COMPARTILHAR:

A declaração de IR é uma responsabilidade comum e bem recorrente para qualquer pessoa hoje em dia. No entanto, como boa parte das responsabilidades fiscais no Brasil, há muita confusão com relação ao que deve ser feito, por exemplo, como declarar imóvel financiado no Imposto de Renda.

Muitas pessoas não sabem disso, mas qualquer tipo de imóvel, independentemente de estar em financiamento ou não, também deve ser declarado como parte do IR, tanto para pessoa física quanto jurídica. A questão é: como fazer isso da forma correta?

Para ajudar você com essa tarefa, vamos explicar um pouco mais sobre os prazos e como fazer para preencher essa declaração do jeito certo. Confira!

Quais são os prazos de declaração?

Não é nenhum segredo que deixar as coisas para o último minuto é uma péssima ideia. E com o imposto de renda, não é diferente. Todas as informações necessárias envolvem uma série de documentos, os quais exigem tempo para serem reunidos e organizados. No que diz respeito aos imóveis, é necessário ter tanto informações suas, do local e do vendedor.

O prazo estipulado para fazer a sua declaração é até o dia 30 de junho, mas é sempre uma boa ideia começar a se preparar o quanto antes. Dessa forma, o processo fica bem mais rápido nos próximos meses.

Como declarar um imóvel financiado no Imposto de Renda para Pessoa Física?

Então você tem um imóvel que foi financiado? Não deixe de saber como declará-lo no Imposto de Renda! Veja aqui o passo a passo que você deve seguir.

Preencha a ficha de bens e direitos

Imóveis ficam enquadrados na sessão de “bens e direitos” da sua declaração. Portanto, para começar a inserir seus dados, o primeiro passo é acessar essa página na sua declaração. Aproveite e já deixe os outros campos preenchidos desde já, caso sejam mais fáceis. Isso economiza um pouco seu tempo.

Tipo de imóvel

O IR também pede que você especifique qual é o tipo de imóvel que possui. Isso envolve várias características, mas, a princípio, você só precisa responder se ele é uma casa ou um apartamento. Se for o primeiro caso, preencha este campo com um 12, caso contrário, coloque um 11.

Campo de “Discriminação”

Aqui você vai ter que inserir uma série de dados do vendedor do imóvel e da propriedade em si, como o CPF ou CNPJ do vendedor, valor sacado do FGTS, qual banco fez o financiamento etc. Tudo isso deve estar nas suas mãos desde o momento da compra, na verdade.

Campo de “Situação”

Aqui você inclui quanto do imóvel já está pago e quanto ainda está pendente. Esse valor leva em conta apenas o ano anterior, sendo atualizado a cada ano que passa, até sua aquisição completa. Se você fez o financiamento no ano atual, então não precisa preencher esse campo.

Agora que você entende como declarar um imóvel financiado no Imposto de Renda, já pode fazer seu preenchimento corretamente. Lembre-se de continuar atento, pois algumas dessas exigências podem mudar um pouco a cada ano.

Porém, se você tiver dificuldades no preenchimento do seu Imposto de Renda, contate um contador de sua confiança e peça para que ele faça pra você. Assim você evita de cair na “malha fina” do Imposto de Renda.

E se você quer encontrar o seu imóvel ideal, então é só entrar em contato conosco e conhecer o nosso catálogo.

COMENTÁRIOS:

E ai, o que achou?
Deixe o seu comentário!