19 de fevereiro de 2019 Como comprar um Yticon

4 dicas importantes para acertar na compra do seu primeiro imóvel

FONTE: -A +A
COMPARTILHAR:

O primeiro imóvel é uma grande conquista financeira. Além de evitar que você continue gastando com aluguel, é possível vendê-lo posteriormente, ou mesmo alugá-lo, gerando renda com esse investimento.

Contudo, para que essa compra atenda às suas expectativas, é importante manter uma postura centrada, evitando se deixar levar por aspectos emocionais.

Para ajudá-lo, preparamos este artigo com algumas dicas que vão facilitar esse processo. Acompanhe!

1. Avalie o impacto financeiro da compra

O preço é um dos fatores que mais determinam se uma compra será feita ou não, independentemente do que está sendo negociado. Com relação aos imóveis, quem está adquirindo deve criar uma reserva para esse investimento.

Não importa se você pretende comprar um somente daqui há 10 anos, comece a economizar ainda hoje. Dessa forma, conseguirá diminuir o valor de um possível financiamento.

Outra dica é simular o impacto das parcelas em suas finanças com um exercício simples: todos os meses retire do seu orçamento um valor que simboliza o pagamento do imóvel que pretende comprar.

É comum que as pessoas percebam que faltará dinheiro. Nesse caso, corte gastos. Mensalidades de serviços que você paga, mas não usa (TV a cabo, tarifas bancárias, academia etc.) são um bom exemplo de centenas de reais que são jogados fora todos os meses.

2. Pesquise a localização

Depois de estudar as suas economias é hora de entender como o novo endereço influenciará na sua rotina. Se você não usa carro, deverá escolher um imóvel em um bairro com boas opções de transporte público ou próximo aos seus destinos. Dessa forma, poderá ir a pé ou de bicicleta.

Outras pessoas têm necessidades mais específicas, como viver em um bairro com boas escolas ou diversidade de lazer, por exemplo.

Contudo, não se esqueça do fator “valorização”. A localização é uma característica que influencia no valor de mercado de um imóvel. Verifique com o corretor qual é a expectativa para o preço do metro quadrado daquela região.

3. Constate a idoneidade do vendedor

Evite comprar direto com o proprietário porque ele pode esconder informações de você, como o fato de o imóvel ser objeto de disputa judicial, por exemplo. É preferível comprar com empresas devidamente registradas no CRECI do seu Estado.

Se você vai comprar um imóvel na planta, pesquise o passado da construtora e escolha uma que tenha patrimônio de afetação. Assim, mesmo que a empresa enfrente alguma dificuldade financeira, o seu imóvel será entregue.

4. Calcule os custos extras

Na hora de pagar pelo primeiro imóvel algumas pessoas se esquecem de calcular impostos e taxas. Lembre-se que só o ITBI (tributo municipal) custa cerca de 2% do valor venal da propriedade. Além dele, existe o gasto com a emissão de certidões, converse com o vendedor sobre esses custos.

Se você optar por um financiamento, não deixe de verificar o Custo Efetivo Total (CET) do contrato. Esse valor diz mais sobre o negócio do que a taxa de juros. Escolha sempre o financiamento com o menor CET.

Como vimos, comprar o primeiro imóvel requer bastante atenção por parte do investidor. Mas não se preocupe, pois seguindo essas dicas sua compra será muito mais tranquila.

Tem alguma dúvida sobre o mercado imobiliário? Deixe-a aqui nos comentários. Ela pode ser o tema do nosso próximo artigo!

COMENTÁRIOS:

E ai, o que achou?
Deixe o seu comentário!